Joel Rodrigues faz história ao vencer etapa do Nacional Open

Joel Rodrigues faz história ao vencer etapa do Nacional Open e Teresa Padrela marca pontos na defesa do título

Leça da Palmeira, 18 de Setembro 2022
Joel Rodrigues, de 18 anos, fez história ao vencer a sua primeira etapa do Circuito Nacional Bodyboard Crédito Agrícola 2022, batendo na final Manuel Centeno, campeão em título, mais Daniel Fonseca, ex-campeão nacional, e Pedro Grácio, outro jovem bodyboarder que assinou ontem a sua primeira presença em finais do Nacional open.


Um dos pontos altos desta etapa, ao qual se juntou o triunfo de Teresa Padrela, campeã nacional em título que vê relançada a sua defesa da lycra verde Crédito Agrícola (que distingue os campeões nacionais) depois de, na etapa anterior, na Figueira da Foz, ter visto Joana Schenker subir ao lugar mais alto do pódio.

Desta vez, Joana Schenker falhou a presença na final, algo raro para a sete vezes campeã nacional, e Teresa Padrela não desperdiçou a oportunidade para reclamar uma posição na luta pelo título do CNBBCA 2022.

Na final feminina, Padrela somou um categórico total de 15,65 e suplantou Filipa Broeiro, Marta Leitão e Madalena Valério, segunda terceira e quarta classificadas, respetivamente.

Duas finais de altíssimo nível num dia em que as pontuações bateram no topo da escala. Daniel Fonseca começou o dia logo com uma nota 10 (nota máxima) e a fasquia nunca mais baixou, com Joel, na final, a marcar 17,25 em 20 possíveis (9,00 e 8,25), com boa réplica de Manuel Centeno que, no dia em que celebrou 42 anos, ainda assinou uma onda de 9,75 pontos, mas não conseguiu uma segunda nota que lhe permitisse suplantar Joel Rodrigues.

No final, Joel celebrou a vitória marcante, mas foi avisando que estava fora da luta pelo título nacional 2022, pois estará nas Canárias para disputar a última etapa do Mundial Pro Júnior e, como tal, ausente da etapa da Nazaré, dias15 e 16 de Outubro.

“Finalmente consegui! Há muito tempo que procurava esta vitória e hoje aconteceu. Mas agora o objetivo é mesmo o título mundial júnior no Fronton, pois é o meu último ano júnior e vou dar tudo para ganhar”, congratulou-se Joel Rodrigues, atleta do Clube Naval Povoense, lançando já a sua participação no Mundial.

Quanto a Teresa Padrela, a campeã nacional estava obviamente satisfeita com o triunfo, mas não entra em euforias: “O terceiro lugar foi um mau início do ano, mas com esta vitória volto a estar mais perto do título. Foi uma boa vitória em Leça da Palmeira que me coloca na liderança. Mas é uma vantagem temporária, pois a Joana ainda pode descartar este resultado (contam os três melhores resultados da temporada) e está tudo em aberto.”


O Nacional segue agora para a Nazaré, sendo que pode seguir toda a ação com resultados completos e classificações no site oficial do circuito aqui na página LIVE.

As etapas seguintes
Nazaré -15 e 16 de Outubro
Peniche – 12 e 13 de Novembro

É, desde o início de 2021, e após acordo celebrado com a Federação Portuguesa de Surf, promotor do Circuito Nacional de Bodyboard, tendo a seu cargo a organização integral da prova, para além de efetuar a cobertura regular de outras provas nacionais, como o Circuito Nacional de Esperanças, e internacionais, como o European Tour of Bodyboard.

Conta com o patrocínio do Grupo Crédito Agrícola, naming sponsor do Circuito Nacional de Bodyboard e com os apoios da MEO, 360º Surf shop e Nazaré Jet, para além de todos os municípios envolvidos e associações desportivas locais.

A Federação Portuguesa de Surf (FPS) foi fundada em 1989. Tem o Estatuto de Utilidade Pública que confere a autoridade desportiva. A FPS é atualmente liderada pelo Presidente, João Manuel de Carvalho Jardim Aranha.

É a instituição que representa, nacional e internacionalmente, as diversas modalidades que a compõe: Surf, Bodyboard, Longboard, Skimboard, Kneeboard, Bodysurf, Tow In e Tow Out. Até 2017 representou também o Skateboard. A F.P.S. é composta por cerca de 15.000 federados, 100 clubes, 250 escolas, 3 associações nacionais e organiza cerca de 140 actividades por ano.

É membro efectivo da International Surfing Association (ISA),  da Federação Europeia de Surf (ESF), Comité Olímpico de Portugal (COP) e da Confederação do Desporto de Portugal (CDP).

Também está filiada em muitas outras organizações e colabora com várias instituições de ensino, sociais e ambientais.

A F.P.S. é responsável pelas Selecções Nacionais, pelos seus resultados e pela preparação dos atletas de alta-competição. Portugal é o actual Vice-Campeão Mundial de Surf Open (título alcançado pela 3ª vez consecutiva, no passado mês de Maio em França), e Campeão da Europa de Juniores de Surf, Bodyboard e Longboard 2016.

Conta com o apoio fundamental da Goldenergy, Jogos Santa Casa, Mike Davis, Cision e KLM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.