DanielFonseca

DANIEL FONSECA CAMPEÃO NACIONAL EM PENICHE

Daniel Fonseca campeão nacional em Peniche

Teresa Almeida vence e pressiona Joana Schenker

 

A terceira etapa do Circuito Nacional de Bodyboard Crédito Agrícola 2020, em Peniche, teve um pouco de tudo: Daniel Fonseca sagrou-se campeão nacional 2020, o eterno Manuel Centeno foi o campeão desta manga e Joana Schenker viu adiado o sonho do sétimo título nacional para a derradeira etapa, no próximo fim-de-semana, na Póvoa de Varzim, já que foi eliminada nas meias-finais e viu Teresa Almeida vencer e relançar-se na corrida ao título feminino.

 

Daniel Fonseca revalidou o título de campeão nacional ao segurar o segundo lugar numa final ganha por Manuel Centeno, com Helder “Dicha” Mendes no terceiro lugar, e Hélio “Laranja” Conde a fechar o pódio.

 

Uma conquista que se começou a desenhar nas meias-finais quando o segundo classificado do “ranking”, Miguel Adão, foi eliminado. Na final, bastava a Daniel ser segundo e o penichense cumpriu o requisito, somando este resultado à vitória na primeira etapa, em Santa Cruz, e ao segundo posto na Nazaré.

 

“Foi uma conquista feita passo a passo, houve ‘heats’ difíceis mas a partir das meias-finais senti-me muito bem, consegui o objetivo que era ser campeão em Peniche e agora vou para a Póvoa [de Varzim] fazer aquilo que gosto mais, surfar e competir”, resumiu Daniel Fonseca.

 

O vencedor da etapa, Manuel Centeno, dono de oito títulos nacionais, mostrou que aos 40 anos ainda está “para as curvas” e com capacidade para ombrear com atletas com metade da sua idade:

 

“Soube muito bem ganhar aqui, entrei solto, tive um susto nos quartos de final que consegui virar à última, mas estava confiante, sabia que queria quebrar o que me aconteceu na Nazaré, onde perdi nos oitavos de final e isso deu-me uma motivação extra. De resto, sinto-me bem, cuido do corpo, com a alimentação, o movimento, e um estilo de vida que me proporciona bem-estar. E tenho muita vontade. É um querer diferente de há 10 ou 15 anos atrás, mas continua bem vivo.”

 

Manuel Centeno elogiou também o atual circuito nacional que, diz, fez muito pela sua motivação e pela motivação de todos os atletas envolvidos:

“Eu acho que os ovos estavam aqui, faltava o cozinheiro, ou seja uma equipa com gosto e competência que agarrasse nisto e elevasse o bodyboard. Isso contagia os atletas, as pessoas que acompanham o circuito e alinharam-se todos os elementos que fizeram com que isto tivesse o sucesso que está a ter.”

Na competição feminina, a surpresa acabou por ser a eliminação de Joana Schenker nas meias-finais. A campeã nacional que dominou o circuito até aqui, com duas vitórias em outras tantas etapas, acabou por ser afastada por Madalena Padrela e Mariana Rosa, abrindo o caminho para que Teresa Almeida chegasse à final e impusesse o seu surf, superando a ericeirense Filipa Broeiro, Madalena Padrela e Mariana Rosa, segunda, terceira e quarta classificadas, respetivamente.

 

“Já não ganhava uma etapa no Nacional há alguns anos e sentia-me motivada e com vontade de ter bons resultados. Nem pensava no título mas a Joana abriu-me essa porta e agora está nas minhas mãos, só depende de mim e vou dar o meu melhor para o conseguir”, sintetizou Teresa Almeida.

 

O Circuito Nacional de Bodyboard Crédito Agrícola 2020 segue agora para a Póvoa de Varzim, para a derradeira etapa, no próximo fim-de-semana (dias 24 e 25).

Pode seguir a transmissão da prova no canal de youtube da BBoard TV

Calendário Circuito Nacional de Bodyboard Crédito Agrícola 2020

1ª etapa – Santa Cruz, 22 e 23 Agosto

2ª etapa – Nazaré, 3 e 4 de Outubro

3ª etapa – Peniche, 17 e 18 de Outubro

4ª etapa – Póvoa de Varzim, 24 e 25 de Outubro

Comments are closed.